top of page

O uso de manteigas vegetais na produção de nanopartículas

Atualizado: 27 de abr. de 2023

As nanopartículas lipídicas sólidas (NLS) são compostas por lipídios sólidos à temperatura ambiente e por um tensoativo que melhora a estabilidade do nanossistema. O uso de NLS possui vantagens que ganham atenção no meio da economia e da saúde, isso devido ao seu modo de produção e suas características beneficentes em fármacos, cosméticos e outras aplicações.


Nesse sentido, a produção de nanopartículas lipídicas sólidas é um campo em constante evolução, e a utilização de manteigas vegetais podem apresentar algumas vantagens em relação a outros tipos de materiais. Como por exemplo, uma melhor biocompatibilidade, uma baixa toxicidade, propriedades físicas e químicas adequadas, além de ser uma fonte sustentável e versátil.


As manteigas vegetais são materiais produzidos a partir de sementes, nozes ou amêndoas e não possuem conservantes ou outros aditivos artificiais. Portanto, elas são mais facilmente aceitas pelo organismo, reduzindo a probabilidade de reações adversas ou efeitos colaterais.


Manteiga de Cacau - Adobe Stock


Além disso, por possuírem baixa toxicidade, elas se tornam uma opção mais segura para o uso em produtos farmacêuticos e cosméticos. E, devido às suas propriedades físicas e químicas, são excelentes para a produção de nanopartículas sólidas, como a capacidade de formar emulsões estáveis, facilidade de incorporação em matrizes poliméricas, e estabilidade térmica e oxidativa.


As plantas que são cultivadas para a obtenção das manteigas são criadas de forma sustentável e, por isso, são uma fonte mais ecológica na produção de nanopartículas. Ademais, elas estão disponíveis em uma variedade de tipos e composições químicas, o que significa que elas podem ser usadas para produzir NLS com diferentes tamanhos e propriedades, dependendo das necessidades específicas de cada aplicação.


Referências:


  1. Wissing, S.A.; Kayser, O.; Muller, R.H. Solid lipid nanoparticles for parenteral drug delivery. Adv. Drug Deliv. Rev. 2004, 56, 1257–1272. https://doi.org/10.1016/j.addr.2003.12.002

  2. ANDRADE, Ane Karoline Silva. Desenvolvimento de sistemas nanoestruturados contendo TiO2 e manteiga de ucuuba para obtenção de formulações fotoprotetoras multifuncionais. 2022. 58 f. Dissertação (Mestrado em Química) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2022. http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/15824

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page